Pesquisar este blog

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Dança Massala

Namaskar! Hoje resolvi falar sobre alguns trabalhos de dança indiana que podemos ver aqui no Brasil, feitos por brasileiros. Mas primeiro queria falar duma coisa típica nossa: a mania de misturar. Não que isso seja de todo mal, sai muita coisa boa da mistura: na culinária, na música, nas artes em geral, no próprio povo. É uma mistureba do principio ao fim. Vejamos alguns exemplos: um italiano tem arrepios se dissermos que comemos pizza com banana e doce de leite, ou de brigadeiro. Um japonês, faz aquela careta quando a gente fala do sushi com  manga e cream cheese, e por aí vai. Gostamos de misturar, é natural pra gente. Somos pura mistura. E na dança não seria diferente. No site da Natyalaya, uma das únicas escolas de dança indiana no Brasil, explica-se o estilo de dança criado pela fundadora, Patricia Romano, o Massala Dance. Segundo o site, este estilo de dança é uma mistura (massala quer dizer mistura de temperos na India) de BN, Kuchipudi, Mohinyattam, Odissi e  Kathak) combinados com a moderna música Hindi do cinema indiano. O texto ainda acrescenta que Massala Dance, apesar de moderno, foi reconhecido pela Guru de Patricia (Shrimathi Kalamandalam) como sendo "clássico" pois incorpora as técnicas assim como estão descritas no Natyashastra. Um clássico modernizado, digamos assim.
Pelo que conheci de Massala Dance, achei interessante. Me parece uma tentativa bastante sincera de mistura. É muito uma questão de gosto e gosto não se discute. O único problema é que, em geral, as pessoas não sabem nada sobre dança clássica indiana, daí acham tudo lindo maravilhoso. E, sabemos, nem sempre é assim. Seria bom sempre esclarecer o que está sendo dançado. Massala Dance não é tão energética, não faz meus pés pegarem fogo, nem meu coração bater mais forte.  É que BN é um casamento tão perfeito entre música carnática e dança que fica dificil superar. Então todo o resto parece legal, mas nunca assim tão maravilhoso. Esta pelo menos é a minha opinião. Tudo, música, ornamentos, roupa, movimentos,expressões, maquiagem, formam um conjunto insuperável. É um kit perfeição, divino! Só podia ter sido presente dos Deuses. Eles, ao contrário de nós, sabem o que fazem!

Queria ainda falar somente do aharya abhinaya (roupa e maquigem). Alguns grupos de dança aqui usam a roupa e a maquiagem tradicional pra apresentar coreografias bollywood. Novamente a mistura. Novamente, pergunto: se cria o mesmo sentimento estético? Será que as pessoas que assim se apresentam pensaram naquilo que queriam como resultado final, ou simplesmente acharam que sendo uma bela roupa, serviria a seus propósitos? Bem, deixo pra vcs pensarem...

Krishna Sharana, nossas conversas tem sido inspiradoras pros textos nos blog. Obrigada!

2 comentários:

Draupadi disse...

Namastê !!! Também sou praticante de dança Indiana e adorei encontrar seu blog, estamos iniciando um blog sobre nosso grupo, moro em Curitiba e assim como você sou apaixonada pelo Universo Ìndia !!! Namastê

Madhava Keli Devi Dasi disse...

Oi Querida Melissa!
Tive a oportunidade de dançar este mesmo estilo massala através da escola da Professora Patrícia e agora estou somente trabalhando o Bollywood. Concordo com voce no ponto sobre a energia da dança, eu prefiro o BN original mas percebo que as pessoas aqui assistem também nao tem a menor ideia de um classico ou semi classico, quanto mais uma massala. Geralmente gostam mais da massala por que nao entendem os classicos e o brasileiro tem queda por batidas fortes, no bollywood isso é comum.

Sobre os trajes, dançar bollywood com traje tradicional seria algo um tanto estranho para mim, pois o figurino traz toda uma bagagem associada a arte que estou representando.Aliás uma das características mais atrativas no bollywood é exatamente a possiilidade de se "brincar"com o figurino de forma que nao perca a caracteristica regional mas que saia da linha clássica.

Gostei muito deste post! espero poder comentar mais!
bjos